Banho de sol

bebes

Para fabricar vitamina D o bebê precisa do contato direto com os raios ultravioletas. Sua deficiência pode provocar o raquitismo, doença decorrente da mineralização inadequada do osso em crescimento – a chamada fraqueza dos ossos.

Apesar do nosso país tropical, devido ao uso frequente de protetores solares e ao comportamento cada vez mais recluso das pessoas, a incidência do raquitismo têm aumentado. Bem como osteopenia e osteoporose nos adultos. Cada vez menos pessoas se preocupam com a necessidade de contato direto com o sol.

Todo bebê precisa de banho de sol, mas seguindo algumas recomendações.

Recomendações

A recomendação é que todos os dias desde a alta da maternidade o bebê fique em contato com o sol por:

  • 5 a 10 minutos em todo o corpo, usando apenas de fralda ou
  • 30 minutos de roupa, expondo apenas nos braços e pernas

De preferência entre 7 e 10h da manhã. Evitando entre 10 e 15h.

Há estudos atuais mostrando que exposição 6-8 minutos/dia 3x/semana ou 30 minutos semanais no corpo todo ou 17 minutos/dia ou 2 horas semanais caso estejam usando roupa são suficientes para manter uma adequada concentração sanguínea de vitamina D.

Nos dias muito frios o bebê pode ser levado de roupa e manta pro sol. Elas podem ir sendo retiradas aos poucos conforme o bebê vai se aquecendo.

Atentar para passeios prolongados e fora do horário seguro. Nesses casos, manter o bebê na sombra e colocar filtro solar a partir dos 6 meses. O uso de filtro solar não é permitido até os 6 meses de idade. Usar chapéu ajuda a proteger a face.

No caso de passeios à praia, optar por roupa com proteção UV. E manter as recomendações acima. Veja post 10 Itens para viagem a praia e piscina com dicas de produtos como boias e roupas.

Aquisições

Chapéu para banho de sol de bebê
Chapéu para bebê – Comprar em: Elo7

 

Tapa-fraldas para banho de sol de bebê
Tapa Fraldas – Comprar em: Elo7

 

Um comentário

Deixe o seu comentário!