Maquiagem infantil

criancas

Qual criança não gosta de imitar a mãe? Quantas de nós não pegamos a maquiagem da mãe pra brincar quando éramos crianças?

Como médica, e pior, esposa de dermatologista, fica difícil pra mim ignorar os riscos de deixar que minha filha brinque com maquiagem feita para adultos. Reações alérgicas em crianças são muito comuns.

A intenção inicial desse post era descobrir se há produtos seguros pra uso eventual na infância, mas acabei chegando a uma outra reflexão… O Brasil é um dos maiores consumidores internacionais de maquiagem infantil. Estamos estimulando a valorização estética precocemente em nossas filhas?

O que diz a ANVISA

Maquiagens infantis são feitas para crianças a partir de 5 anos. E algumas marcas são liberadas apenas após os 12 anos. A ANVISA exige que produtos infantis passem por testes de segurança (chamados grau 2). São feitos testes de toxicidade (para garantir que o produto seja seguro em caso de ingestão), de compatibilidade cutânea, ausência de potencial alergênico e testes de fotoirritação (irritação quando exposto à luz). A partir de 12 anos, testes menos extensos são exigidos para liberação pela ANVISA (testes grau 1).

O pré-requisito básico da maquiagem infantil é ter baixo poder de fixação, sendo facilmente removida com água. Componentes fixadores têm grande potencial de causar alergias, bem como os removedores de maquiagem.

Os batons e brilhos labiais devem colorir os lábios apenas temporariamente.

Maquiagens para bonecas não podem ser utilizadas na pele infantil.

Todos os produtos cosméticos infantis devem expor no seu rótulo o número de registro na ANVISA ou o número do processo do produto na Agência. O número do registro do produto, normalmente, aparece no rótulo como Reg. MS – X.XXXX.XXXX (começa com o algarismo 2 e possui nove dígitos).

Sombras para olhos não eram permitidas em maquiagens infantis até 2011 pela ANVISA. O rosto e, especialmente, as pálpebras, são as áreas mais sensíveis a alergias. Mas em 2012 foi feita uma consulta pública pela ANVISA, que liberou a comercialização de maquiagem infantil, incluindo sombra para os olhos, para crianças a partir de 3 anos de idade.

Fonte: ANVISA – Cosméticos Infantis.

O que dizem os especialistas

  • A pele da criança é mais fina, absorve qualquer produto com maior facilidade.
  • Não há idade segura para utilizar maquiagem na infância. Quanto mais postergar o uso, melhor: a exposição precoce a essas substâncias sensibiliza a pele muito cedo, aumentando o risco de alergias futuras.
  • Preferir usar maquiagem apenas em eventos, momentos especiais, como apresentações de dança, festas, etc.
  • Usar apenas produtos liberados para a faixa etária.
  • Limpar o rosto com água e sabonete antes de dormir.
  • Atentar para sinais de alergia (dermatite de contato), como vermelhidão, descamação, coceira. Eles não costumam aparece na primeira vez que se usa um produto, mas sim com o passar do tempo, com a repetição do uso. Depois de instalada, volta a aparecer toda vez que houver contato com a substância.

Que marca escolher

Veja algumas marcas liberadas para uso a partir dos 5 anos de idade:

  • Beauty Brinq: é a primeira marca brasileira de maquiagem infantil. Possui kits com o selo da Disney, das princesas Tinkerbell, Minnie, etc. O selo da ANVISA e idade de recomendação (5 anos) vêm na embalagem.
  • Markwins: marca britânica comercializada no Brasil. Possui estojos menores e maletas mais sofisticadas, também seguindo as especificações da ANVISA. Liberadas a partir de 5 anos.

Ambas as marcas estão disponíveis nas lojas de departamento, como Americanas e Submarino.

maquiagem-infantil

Deixe o seu comentário!